Quanto é necessário para dar entrada em um apartamento?

Saiba calcular quanto é necessário para dar entrada em um apartamento e veja algumas dicas que vão te ajudar a arrecadar o valor.

 

O tão sonhado apartamento pode ser adquirido de diversas formas diferentes.

O que quase todas têm em comum é o pagamento de uma porcentagem do valor total como entrada e o financiamento do restante.

A grande questão que fica é: quanto é necessário para dar de entrada em um apartamento?

Essa dúvida é uma das mais comuns, e nós vamos respondê-la agora!

 

Como calcular o valor da entrada de um apartamento

Normalmente, o valor de entrada para um apartamento financiado gira em torno dos 20% do valor do imóvel.

Assim, para um imóvel que custa R$ 200.000,00, o valor da entrada seria de R$ 40.000,00.

Esse valor varia conforme a negociação com cada construtora, podendo ser parcelado durante o período da obra, se for um imóvel comprado na planta.

É também possível dar uma entrada neste parcelamento, mas isso também depende da negociação.

Até 80% do valor do imóvel pode ser financiado no banco ou pago através de uma carta de crédito com um consórcio.

Essa porcentagem é determinada pelo próprio banco, com base em uma análise de crédito que envolve renda e idade.

 

Por que dar uma boa entrada?

Sua melhor escolha seria sempre a favor de dar uma entrada maior.

Isso porque quanto maior o valor da entrada, menor é o residual para ser financiado.

Assim, o valor das parcelas e o período de financiamento ficam menores. Os juros também são menores, diminuindo o valor total que você pagará.

Contudo, juntar dinheiro para dar de entrada pode ser uma tarefa desafiadora.

É preciso muito planejamento financeiro e disciplina por parte de quem compõe a renda familiar.

Abaixo, vamos te dar algumas dicas para conseguir juntar esse valor mais rapidamente.

 

Dicas para facilitar a entrada

Minimize as dívidas primeiro

Depois de entender quanto é necessário para dar de entrada em um apartamento, é preciso entender que os compromissos financeiros possuem ordem de prioridade.

Em primeiro lugar, se você tem dívidas, pague-as. Elas são o primeiro obstáculo a ser superado.

Depois, se você tiver parcelamentos, tente liquidá-los o quanto antes para que o orçamento fique mais livre.

O ideal é não estar pagando nenhuma outra parcela quando você começar a pagar o seu apartamento.

Isso inclui carro, se você tiver. Então, seja cauteloso.

 

Economize o máximo que puder

Sabe aquelas assinaturas de serviços de stream que você quase nunca assiste? Ou aquele plano de celular que você usa somente a metade?

Está na hora de reavaliar todos os seus contratos, assinaturas, serviços e compras.

Corte do orçamento tudo o que não for essencial e deixe-o mais livre.

Pense que, quanto mais você economizar, mais fácil será juntar o valor da entrada.

3 serviços a R$ 39,90 cada já ultrapassam os R$ 100,00 mensais. É um valor que você poderia estar adicionando ao seu fundo para dar entrada em um apartamento.

 

Tente arrecadar uma renda extra

Nem sempre é possível arrecadar renda extra, especialmente para quem trabalha em períodos muito extensos.

Porém, se você tiver tempo livre sobrando e criatividade, é possível aumentar o orçamento familiar mais rapidamente.

Sem sair de casa, você pode comprar e vender coisas pela internet, escrever artigos para blogs, editar vídeos, fazer a gestão de mídias sociais, entre outros.

Já se você quer colocar a mão na massa, nada impede de encontrar um freelancer em um restaurante, jardinagem, costura, confeitaria, entre outros.

Por fim, se você for expert em alguma área, pode dar consultoria e mentoria.

Horas extras em seu trabalho também contam para aumentar o orçamento familiar.

Faça seus cálculos de quanto é necessário para dar entrada em um apartamento e estabeleça como meta a arrecadação deste valor.

Só pare quando você conseguir chegar a ele. Você precisará de foco e esforço dobrado, mas cada centavo valerá a pena.

 

Opte por imóveis na planta

Os imóveis na planta possuem duas grandes vantagens em relação aos imóveis prontos.

A primeira delas é que o preço do imóvel geralmente é menor quando ele está na planta.

Você consegue encontrar apartamentos com descontos consideráveis se parar para analisar.

A segunda vantagem é a já mencionada possibilidade de parcelar o valor da entrada durante o período de construção.

Se a construtora fizer uma boa negociação, o valor do sinal do contrato pode ser muito abaixo do que você esperava.

Isso facilita ainda mais a entrada e você consegue comprar seu apartamento sem um grande investimento.

 

Use seu FGTS

O seu Fundo de Garantia pode ser utilizado para dar entrada em imóveis.

Entretanto, ele só pode ser utilizado para comprar imóveis na mesma cidade onde você trabalha.

Além disso, você não pode ter nenhum outro imóvel em seu nome na mesma cidade.

Se você tem pelo menos três anos de contribuição, certamente já tem um valor considerável neste fundo.

Aproveite as facilidades e não tenha medo de utilizar este valor.

Afinal, se você não o usar agora, para a compra do seu imóvel, vai usar quando?

Pense que o imóvel é uma das aquisições mais importantes na vida de qualquer pessoa, e o FGTS pode ajudar muito para dar entrada em um apartamento.

 

Verifique a possibilidade de financiamento integral

Alguns imóveis possuem a opção de financiar 100% do valor. Esta não é uma opção padrão, mas pode ser a saída caso você não tenha o dinheiro para a entrada.

Ela funciona com o parcelamento dos 20% da entrada e o financiamento dos outros 80%, já que este é o valor máximo que pode ser financiado diretamente com o banco.

O que você precisa saber nestes casos é que o valor dos juros pode ser muito maior, bem como a quantidade de parcelas e o valor por parcela.

Portanto, antes de financiar 100% de um imóvel, faça sempre as contas e avalie seu planejamento financeiro.

O ideal é não comprometer mais do que 30% da sua renda familiar com a prestação do seu apartamento.

Entretanto, a primeira e mais viável opção sempre será pela entrada.

Pode demorar um pouco mais para que você consiga juntar o valor da entrada, mas valerá a pena, pois financiar 100% do imóvel pode aumentar muito o valor pago.

Além disso, se você procurar por imóveis na planta, consegue parcelar a entrada e facilitar muito sua compra.

A CWCI possui imóveis na planta em Joinville esperando por você. Clique aqui para conhecer!

POSTAGENS RELACIONADAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.