O que é preciso para comprar apartamento na planta?

Entenda tudo que você precisa saber antes de comprar apartamento na planta e veja algumas dicas para acertar na escolha.

 

Se você está pesquisando sobre apartamentos na planta, provavelmente já percebeu que eles são mais baratos do que os prontos.

Mas por que será? Quais as implicações de comprar um apartamento que, tecnicamente, ainda não existe?

O que é preciso em termos burocráticos para realizar essa aquisição?

Você verá tudo isso e mais no post de hoje. Leia até o final e tire todas as suas dúvidas!

 

As peculiaridades de um apartamento na planta

A primeira coisa que você precisa saber é o motivo de um apartamento na planta ser mais barato do que um apartamento pronto.

Os apartamentos na planta possuem um prazo para serem entregues e, com isso, você está comprando uma “promessa de entrega”.

Por isso, os preços são mais baixos como uma forma de garantia.

Além disso, os financiamentos funcionam de formas diferenciadas para apartamentos na planta.

Uma das principais diferenças é o valor de entrada, que costuma ser maior, mas pode ser parcelado.

Outro ponto é a documentação, que é menos exigente.

 

Como funciona o financiamento para comprar apartamento na planta?

A compra de imóveis na planta é composta por duas etapas: pré e pós entrega das chaves.

Inicialmente, o comprador pagará apenas a entrada e as primeiras parcelas do imóvel para a construtora.

Este período pode durar em torno de 16 a 36 meses. A entrada tem um valor superior porque a empresa utiliza este capital na construção.

Normalmente, o valor da entrada gira em torno de 20% do valor do imóvel.

O valor da entrada pode ser parcelado, e após a entrega das chaves, o comprador deve quitar o restante do valor.

Para isso, é geralmente feito um financiamento com a própria incorporadora ou com o banco.

 

Quais os benefícios do financiamento na planta?

Existem diferentes tipos de financiamento. Os principais são pelo banco e consórcio.

Geralmente, o banco cobra maiores taxas de juros e alíquotas.

O consórcio funciona como qualquer outro consórcio. Você paga as parcelas e, todos os meses, são sorteados alguns pagadores.

Eles são contemplados com a compra do imóvel e, caso ainda haja algo a ser pago, continuam pagando até quitar.

É possível dar um lance para que as chances de ser contemplado aumentem.

 

O que eu preciso fazer antes de comprar apartamento na planta?

Planejamento financeiro

O ponto mais importante é ter um bom planejamento financeiro.

O ideal é não comprometer mais do que 30% da sua renda com as parcelas da entrada e do financiamento.

Além disso, na hora de solicitar o financiamento, você precisa ter coerência.

Não solicite um valor muito mais alto do que o correspondente aos seus ganhos, ou a concessão pode ser negada.

Por fim, é essencial ter as contas pessoais sob controle para não ficar afogado em dívidas e correr o risco de perder o imóvel.

 

Conhecer a incorporadora

É imprescindível conhecer bem a incorporadora e os empreendimentos que ela já realizou no passado.

Procure saber sobre a empresa, como ela trata seus clientes, como lida com reclamações, se a empresa tem dívidas ou não, entre outros detalhes.

Boa parte dessas informações você consegue pessoalmente ou através das mídias sociais.

Observe os comentários e respostas da incorporadora para entender a forma com a qual ela lida com os compradores.

Assim, o risco de ter problemas diminui muito e você pode comprar seu apartamento na planta com mais segurança.

 

Conhecer o empreendimento

Além de conhecer a empresa, também é necessário conhecer o empreendimento em si.

Primeiramente, você deve saber se ele está incorporado ou não. O número da incorporação deve constar nos materiais publicitários.

Também é importante analisar o memorial descritivo, que é o documento que listará todos os aspectos do imóvel, como materiais utilizados e acabamento.

Alguns acabamentos importantes que podem trazer conforto e valorizar o imóvel são:

  • Forro de gesso;
  • Piso cerâmico ou porcelanato;
  • Aquecimento a gás na cozinha e nos banheiros;
  • Persianas nas janelas.

Analise também o acabamento das áreas comuns do condomínio.

 

Dicas para escolher o apartamento certo

Localização

A localização do seu apartamento é muito importante, já que é onde você vai morar durante um longo período.

Verifique sua necessidade de estar próximo a algum bairro ou ao centro da cidade.

Tire um tempo para analisar rotas de acesso aos principais pontos de referência.

Inclua nesse planejamento todos os locais que você e sua família costumam frequentar.

Além disso, analise também as diferenças entre o custo de vida e conveniência em cada região da cidade.

Determinado bairro pode ser mais afastado do centro, mas ainda ter um custo de vida elevado, e vice-versa.

 

Espaço interno

Leve em consideração sua necessidade de espaço observando primeiramente a metragem do apartamento.

Em seguida, veja também a quantidade de quartos e cômodos.

Tudo deve estar adequado às pessoas que vão morar no apartamento. Lembre-se de que não é possível aumentar o espaço com uma reforma.

Analise também a planta do apartamento para ver o aproveitamento da metragem.

Apartamentos que possuem muita área dedicada somente à circulação, como corredores extensos, estão desperdiçando espaço.

Dê preferência para o aproveitamento máximo da área para aumentar o tamanho dos cômodos e encaixá-los numa configuração confortável.

 

Garagem

Pode parecer supérfluo, mas a garagem é sim muito importante. Boa parte das reclamações em condomínios acontecem por causa das vagas.

Primeiro, procure saber quantas vagas o condomínio disponibiliza por apartamento e qual o tamanho dessas vagas.

O tamanho é importante porque, dependendo do carro, ela pode ser muito apertada, o que dificulta o ato de estacionar diariamente.

Se o apartamento estiver pronto, é recomendado testar a vaga com o carro.

Se você tem moto, verifique a disponibilidade de uma vaga adicional dedicada à sua moto.

Pergunte se a vaga é coberta ou descoberta, pois quando o carro fica em uma vaga descoberta ele precisa de cuidados especiais.

Veja também se a vaga é rotativa ou demarcada. Se for rotativa, analise a disposição de todas as vagas para ter certeza de que você estará satisfeito independentemente de onde estacionar seu carro.

 

Depois de analisar todas essas informações, você estará pronto para comprar apartamento na planta.

Aproveite para conhecer os apartamentos na planta da CWCI. Aqui, você encontra empreendimentos de qualidade que levam em consideração o seu conforto, segurança e bem-estar.

Para conhecer, clique aqui!